terça-feira, 29 de setembro de 2009

"Pequena (pequena mesmo!) crítica" - Óleo de Lorenzo

então... semana passada eu assisti "óleo de lorenzo".................................................... que filme tosco! a cada close dado na cara de susan sarandon, eu me esquecia que esse era pra ser, supostamente, um filme de drama, e eu acaba caindo na gargalhada. super cool que é um filme baseado em fatos reais, mas minha vida sexualmente deficiente seria mais interessante do que a de Lorenzo, e, tenho certeza, redenria ainda mais gargalhadas. rs olhando de longe, até que o filme tem seus méritos. a iluminação escolhida para filmá-lo foi um tiro certeiro; toda vez que eu penso na Itália- Lorenzo, sacou? dã- eu penso na cor vemelho-alaranjada do filme. E o melhor Lorenzo de todos é o primeiro guri...super cute!

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Em construção

eis que encontro um professor de merda, convencido e que merece umas boas bodfetas no meio da cara. ele pede para escrevermos crônicas baseadas em fotos. acho que só ele se sentiu inspirado com isso. enfim, não escrevi e ainda ctrl-cetei o "em construção" e mandei pra ele. Quando pensava não mais existir amor nesse mundo, me aparecem duas almas amigas que em pouco tempo estarão sendo alimentadas por essa palavra de quatro letras.
Ainda não passaram pela puberdade amorosa e eu estou tendo a sorte de poder acompanhar tudo do começo; quando tudo o que o outro diz soam como poesia, quando cada olhar faz seu coração bater mais acelerado e quando cada toque é transformado num arrepio que percorre todo o corpo. Eu, que sou uma otimista, nunca pensei que as consequências de um coração partido pudessem ser tão devastadoras: depressão e 8 meses de um silêncio triste e poético que faria Chaplin aplaudir de pé. 1 ano de terapia e 3 mensagens de texto depois os laços de amizade foram restaurados para logo depois serem desfeitos, como no corte seco e fatal da navalha; um corte que cicatrizou, mas que já dura mais 3 meses. Tudo isso me fez perceber que devemos nos cercar das pessoas que nos querem bem e que nos fazem bem. Pessoalmente eu odeio ‘O Segredo’, um dos motivos é que para atrair coisas boas não é necessário pensar em coisas positivas, afinal as melhores coisas acontecem quando se menos espera; como amigos pra todas as horas ou o início de uma grande história de amor. Eu sou otimista, mas por 2 meses esqueci disso. Ainda estou chocada que algum dia fui a pessoa que deixou de acreditar na bondade do ser humano, que pensou que ninguém era digno de confiança. E como já dito no parágrafo anterior, quando menos esperei fui apresentada a mais um capítulo da minha vida: novos amigos. E pouco tempo depois vi o começo de uma história de amor, ainda muito cedo para ser chamada de grande, mas que já provou ser capaz de superar obstáculos. Quando pensava não mais existir amor nesse mundo, duas pessoas provaram que eu estava errada. Mas tenho que lembrar somente de esperar o inesperado. Como diz John Mayer : 
“I'm done with broken people 
This is me I'm workin’ on 
Good love is on the way 
I've been lonely but I know I'll be ok” 
(Eu estou cheio de pessoas tristes/Este sou eu/Estou melhorando/Um amor bom está a caminho/Eu tenho estado sozinho, mas eu sei que ficarei bem)

terça-feira, 26 de maio de 2009

ironias do destino

Eis que eu escrevi um texto para o blog de duas amigas minhas do confissões a 4 mãos, chamado "em construção" (título provisório que acabou ficando)....aqui um trechinho: "Quando pensava não mais existir amor nesse mundo, me aparecem duas almas amigas que em pouco tempo estarão sendo alimentadas por essa palavra de quatro letras. Ainda não passaram pela puberdade amorosa e eu estou tendo a sorte de poder acompanhar tudo do começo; quando tudo o que o outro diz soam como poesia, quando cada olhar faz seu coração bater mais acelerado e quando cada toque é transformado num arrepio que percorre todo o corpo..." pra continuar lendo: http://confissoesa4maos.blogspot.com/2009/05/em-construcao.html movin' on..... dias após eu ter escrito esse texto, quando eu menos esperava(entendeu? hehe), surgiu essa pessoa que eu nunca havia trocado nem uma palavra sequer. Já tinha reparado nele? Sim, mas com o descaso de uma pessoa que erroneamente julga os outros pela capa. No aniversário de uma dessas amigas do confissões...eu e o já anteriormente citado ficamos horas (exageros a parte) falando sobre cinema que não por acaso é o meu alimento de cada dia. Tudo tão inesperado e irônico que custa não somente às minhas amigas, mas também a mim, acreditar. Só escrevi esse texto pra reforçar o meu ponto em "Em construção": Good Love is on The Way 

video